mulher à porta de restaurante

Empreendedorismo: 13 ideias de pequenos negócios rentáveis

30/05/2023

Decerto já considerou que seria uma boa ideia abrir ou criar um determinado negócio.

Existem vários exemplos que se tornaram reais, ou seja, que se tornaram pequenos negócios rentáveis, como atividade principal ou paralela ao “day job”. A isso chamamos empreendedorismo.

“O empreendedorismo associa criatividade, inovação e a capacidade de correr riscos.”

Não somos nós que o dizemos, é a Direção-Geral das atividades Económicas. O conceito de empreendedorismo pode ser frequentemente associado a start-ups ou criação de empresas. Esta é uma conceção que está fortemente associada a enormes investimentos em inovação tecnológica. 

Fala-se de hubs criativos, de fábricas de unicórnios, crescimento contínuo e de mega eventos como o Web Summit, e parece que este é um conceito longe das PMEs que compõem 99,9% do tecido empresarial português.

Mas a realidade é que o termo “empreendedorismo” adaptou-se à sociedade, à realidade económica, e até geracional, acrescentaríamos nós. E, de repente, transforma-se num modelo de colaboração em diversos setores, numa saída profissional pós-pandemia, ou permite ter um income extraordinário.

Empreendedorismo saiu da esfera imaginária dos investimentos avultados e passou a configurar uma saída financeira ou emocional para muitas pessoas. Pequenos negócios brotam todos os dias, sem investimentos avultados, suportados por sonhos e/ou know-how numa determinada área.

Neste artigo vamos abordar os seguintes temas:

  • Surgimento de pequenos negócios rentáveis
  • Ideias de negócio

 

Surgimento de pequenos negócios rentáveis

Este surgimento de pequenos negócios rentáveis, ainda que dentro do seio familiar, também se deve ao facto de a tecnologia funcionar a favor da comunicação, distribuição, e até construção dos próprios empregos. 

 

Podemos inserir aqui a inovação em dois prismas:

  1. As start-ups e as Unicórnios criaram produtos inovadores, que estão agora ao nosso dispor para criar pequenos negócios e empreendedores.
  2. A inovação pode surgir do know-how de especialistas em determinados campos da tecnologia com a criação de apps ou plataformas que sirvam lacunas do mercado.

 

Com soluções de e-government ao serviço das pequenas empresas portuguesas, é cada vez mais fácil operacionalizar uma atividade profissional e económica.

A tecnologia veio facilitar e agilizar diversos processos burocráticos que impactam especialmente os pequenos negócios. 

Alguns exemplos de como a agilização digital está ao serviço das pequenas empresas em Portugal:

  • faturar online com softwares gratuitos, 
  • é possível abrir empresas online
  • a construção de websites é cada vez mais intuitiva,
  • ter uma loja online ou uma montra de produtos ou serviços é cada mais fácil e económico,
  • há cada vez mais ferramentas que apoiam a criatividade individual gerando, por si, produtos vendáveis. 
  • Sem esquecer que a tecnologia nos permite trabalhar a partir de qualquer local e isso tem sido o mote para a proliferação de espaços de trabalho colaborativo como os coworks 

 

Banner download ebook empreendedorismo

 

Queremos com isto dizer que empreendedorismo deixou de estar apenas ao nível das grandes empresas tecnológicas para estar dentro da esfera de criação do próprio emprego. Vamos deixar algumas ideias de negócio, de como construir o seu próprio emprego ou ganhar um rendimento extra.

 

 

Ideias de pequenos negócios rentáveis

Vamos deixar algumas ideias de negócio, de como construir o seu próprio emprego ou ganhar um rendimento extra.

 

1. Gestão de redes sociais 

Há plataformas como Domestika, Cousera, Udemy com formações online relativamente económicas que permitem abrir horizontes em termos profissionais (e pessoais). Caso tenha jeito com as palavras e queda para trabalhar comunicação no digital, porque não fornecer serviços de gestão de redes sociais a outros pequenos negócios? 

A tecnologia pode trabalhar a seu favor e apoiar na automatização de algumas funções. Se adicionar publicidade online à gestão de redes sociais, pode abrir portas para outras oportunidades. 

 

2. Assistente virtual 

Ser uma secretária pessoal nos dias que correm ganhou contornos diferentes e permite trabalhar 100% online. Resumidamente, um assistente virtual presta serviços, à distância, em diferentes áreas de atuação de forma a tornar a vida de outra pessoa mais fácil.

São possíveis de prestar pelos assistentes virtuais serviços de atendimento ao cliente, apoio financeiro e contabilístico, apoio administrativo e planeamento de estratégias, comunicação e marketing, gestão de emails. Para quem domina outros idiomas é uma boa opção considerar esta forma de trabalho independente.

 

3. Desenvolvimento de Apps 

Já precisou de uma aplicação e não encontrou nenhuma opção disponível? Já olhou para alguma aplicação existente e teve ideias de possíveis melhorias? E tem conhecimentos de programação ou domina softwares codeless? Então porque não desenvolver as suas ideias?

A primeira tarefa de um programador é entender uma ideia, a partir dai é desenvolver. Se tem os conhecimentos necessários pode colocar em prática as suas ideias de apps mobile e comercializá-las! Se não é a sua área de expertise, continue a ler, decerto teremos outras ideias.

 

4. Life Coaching / Mentoring 

O seu perfil adapta-se às áreas do conhecimento humano? Gosta de ajudar os outros? Use a sua experiência para partilhar ideias, apoio, mentorias através de meios digitais, ou até presenciais.

Um life coach tem como missão ajudar os outros a progredir e evoluir nas várias áreas da sua vida quer profissional, pessoal, financeira, social e espiritual. São vários os cursos online que pode fazer para se tornar um life coach certificado e ajudar os outros enquanto aufere de um rendimento extra.

 

5. Desenvolvimento de websites

O digital é inevitavelmente o caminho a seguir, por isso, cada vez mais surgem negócios a precisar de apoio para desenvolver os seus canais digitais. Por vezes, nem é necessário um grande desenvolvimento e páginas simples conseguem respondem às necessidades desses negócios.

São vários os softwares que podem ajudar a construir websites, blogs, bons grafismos para diversos materiais promocionais, digitais ou físicos. Ficam aqui alguns exemplos: GitHub, Marvel, WordPress, Wix, Shopif, Mockplus.

Algumas destas ferramentas são indicadas para até iniciantes, basta despender algum do seu tempo e pode até encontrar o seu nicho de negócio.

 

6. Tradução

Sabe falar mais de que uma língua num nível avançado? Ou apenas domina a sua língua mãe? Por vezes, este tipo de trabalhos é necessário e não é preciso muito para ser qualificado para o fazer. Alguns tipos de serviços de tradução são:

  • Traduções autenticadas – certidões de casamento ou de nascimento, declarações de compra e venda de propriedades, óbitos ou registos criminais são alguns exemplos de traduções autenticadas.
  • Traduções técnicas ou científicas – são traduções que requerem algum conhecimento técnico do tradutor sobre determinada área de estudo.
  • Localização – não so traduzir como também adaptar o conteúdo à cultura e sociedade do destino do conteúdo. Este tipo de tradução ganhou muita relevância em estratégias de marketing e SEO de algumas marcas com a tendência de globalização das marcas.

     

7. Explicações online

A crise pandémica da covid-19 veio despertar várias necessidades nos indivíduos em diversas áreas do nosso dia-a-dia e a educação não ficou de fora. Desde a necessidade de manter as sessões de apoio ao estudo / explicações já existentes às novas dificuldades que o confinamento despertou nos alunos, a procura por opções online disparou!

Mesmo no cenário pós-pandémico, a tendência mantém-se e são cada vez mais os “professores” que dão sessões online, não sendo necessário estar sequer no mesmo pais que os seus alunos.

Se há uma área que domina, porque não aproveitar esta tendência e dar explicações a estudantes com dificuldades? Pode estar ao nível da escola primária e apoiar com bases de matérias mais básicas ou ao nível do ensino superior e fazer a diferença na vida dos estudantes de determinado saber.

 

8. Copywriting 

O copywriter é o individuo responsável pela produção de conteúdo escrito com o objetivo de gerar conversões e guiar o leitor numa ação especifica, na grande maioria dos casos, originar uma venda. O objetivo final de um copy é conduzir um leitor a tomar alguma decisão ou ação.

Escreve bem? Gosta de escrever? É criativo com as suas ideias? Então coloque o seu talento com as palavras ao serviço do seu rendimento extra e escreva para websites, blogs, redes sociais conteúdos como anúncios, peças publicitárias, roteiros para vídeos, artigos, e-mails, entre outro tipo de conteúdo.

 

9. Dropshipping

Caso não saiba o que é, explicamos de forma muito sucinta o que é o dropshipping. De forma muito superficial, significa representar marcas de terceiros. 

Como se processa? Cria a sua marca e o seu conceito, desenvolve os seus canais com base nisso e comercializa enquanto intermediário os produtos com os quais se identifica. 

 

10. Serviços de design 

As imagens têm um impacto gigante na nossa primeira perceção de um produto, serviço ou até marca. O design compreende diversos elementos de um negócio e vai muito além de elementos gráficos e cartões de visita. Na maioria das vezes, está presente em todo o negócio e por isso, são vários os motivos que levam as empresas a investir no seu design como por exemplo:

  • Melhorar a posição de mercado,
  • Aumentar vendas,
  • Melhorar a experiência do cliente (user experience),
  • Mudar a imagem da marca / rebranding,
  • Criar produtos ou serviços.

Pode associar-se a colegas copywriters ou gestores de redes sociais e criar uma micro agência, ou simplesmente prestar serviços para empresas que necessitem destes serviços.

 

11. Serviços de fotografia

É apaixonado por fotografia? Não perde uma oportunidade para captar um momento em imagem? Porque não transformar esta paixão / hobby num pequeno negócio?

Começar o seu próprio negócio de fotografia é uma boa forma de conseguir um pequeno rendimento extra e não necessita de grandes conhecimentos de gestão e negócios para tal. Basta alguma paixão e “experiencia” em captar momentos. São vários os tipos de fotografia por onde pode seguir, veja só:

  • Casamentos / Eventos,
  • Retratos,
  • Futuras mamãs,
  • Paisagens,
  • Fotojornalismo,
  • Desporto,
  • Culinária / Gastronomia,
  • Crianças.

     

12. Artesanato / Costura

cerâmica é uma ideia para um pequeno negócio

Os pequenos negócios, especialmente depois da pandemia foram criados com base em hobbies e atividades de lazer às quais as pessoas se dedicaram nos confinamentos. 

A sociedade evoluiu, as prioridades mudaram e estas atividades tornaram-se mais sérias e verdadeiros pequenos negócios rentáveis. Dedicou-se a fazer bijuteria ou objetos decorativos? Faz arranjos ou roupa de raiz? Porque não aproveitar para tornar essa atividade rentável.

Poderíamos incluir aqui os dotes para a culinária, porém, esse tipo de atividades requer outras obrigações técnicas e legais, em termos de segurança e qualidade. Por vezes, algumas destas atividades paralelas precisam que esteja atualizado em termos de legislação.

 

13. Atividades Infantis (animação de festas, organização de festas, espaços de festas)

O uso de espaços para festas, aproveitando uma loja ou um armazém tornou-se frequente. Se a isto juntar algum dote para a decoração (ou um colega que o faça), tem um serviço que só precisa ser comunicado nas redes sociais. Partilhe as festas de família em que já o fazia e tem um porfolio para demonstrar o seu talento.

Há uma oportunidade de negócio que é muito mencionada em diversas fontes de informação: a criação de uma loja virtual. Porém esta é uma ferramenta que se adequa a diversos negócios, tais como costura, artesanato, culinária, e-commerce, dropshipping, etc.

 

Adotou outra atividade que se transformou num pequeno negócio rentável? Partilhe a sua experiência connosco!  

Não perca os nossos conteúdos

Receba em primeira mão os nossos posts diretamente no seu e-mail