pessoa a bater palmas

Como e por que deve motivar a sua equipa?

06/07/2023

Qual a importância da motivação no trabalho?

O que é a motivação no trabalho?

Idalberto Chiavenato (2005, p.242) é um dos teóricos mais dedicados aos conceitos de motivação e bem-estar do ser humano.  Ele afirma que a motivação (neste caso falamos em motivação no trabalho) é uma pressão interna resultante de uma determinada necessidade interna.

Essa pressão interna ativa (por via eletroquímica) determinadas estruturas nervosas, criando um estado impulsionador de atividade no organismo. É isso que promove uma determinada ação e manutenção dessa ação para que seja alcançado um determinado objetivo.

Este conceito transposto para o mercado de trabalho significa que há uma determinada satisfação pessoal que deve ser tida em conta, caso contrário, o colaborador vai encontrar soluções para obter essa mesma satisfação pessoal. E isto pode traduzir-se em sair da empresa e levar consigo o know-how adquirido e acumulado. 

A motivação no trabalho é a força que leva o colaborador a fazer o seu trabalho, de forma positiva, com vontade de aprender mais e de gerar valor para a empresa e equipa. A motivação no trabalho ajuda-nos a entender porque assumimos determinadas tarefas em determinados contextos.

O sentimento de ter um propósito num contexto profissional aumenta o envolvimento das pessoas e a sua dedicação, logo, aumenta também a sua motivação. E esta motivação promove maior produtividade

Vamos abordar os seguintes temas:

  • Importância da motivação no trabalho
  • Mas sobre que tipos de motivação no trabalho podemos atuar?
    • Motivação Intrínseca
    • Motivação Extrínseca
  • Mas afinal em que se reflete elevados níveis de motivação no trabalho?
  • Como identificar falta de motivação no trabalho?
  • Como aumentar a motivação no trabalho?

     

Importância da motivação no trabalho

O facto de a motivação influenciar a produtividade das pessoas e das equipas é o fator mais óbvio pelo qual os RH e as empresas devem investir em trabalhar a motivação das suas equipas. Porém, há fatores indiretos que levam a que as empresas tenham melhores resultados. Falámos disso no artigo sobre turnover, ou rotatividade dos recursos humanos

Ao aumentar a motivação das equipas, reduzimos a probabilidade de as pessoas quererem sair da empresa. No sentido oposto, ter elevada rotatividade dos colaboradores, ou seja, constantes entradas e saídas, implica maiores investimentos na contratação de novos colaboradores e sua formação.

Por outro lado, o facto de se motivar os colaboradores garante à empresa que consegue reter os melhores talentos, promovendo melhor ambiente de trabalho e melhores resultados, em última instância. 

 

Mas sobre que tipos de motivação no trabalho podemos atuar? 

Existem várias teorias da motivação aplicadas ao ambiente empresarial, mas podem resumir-se em dois aspetos: Motivação Intrínseca e Motivação Extrínseca.

 

Motivação Intrínseca

Motivação intrínseca diz respeito ao que o motiva individualmente, normalmente, está a associado a crenças, valores, educação, ambições, desejos de realização, etc. 

Alguns exemplos de como trabalhar a motivação interna:

  • Elogiar o trabalho desenvolvido,
  • Dar feedback positivo ou construtivo,
  • Ações de reconhecimento dos resultados como atribuições menções honrosas.

Claro que quando hiperbolizado, qualquer ação de reforço positivo perde o seu efeito pois não é interpretado como fidedigno ou verdadeiro.

 

Motivação Extrínseca

A motivação extrínseca significa que a motivação do colaborador é estimulada por fatores externos, ou seja, atribuídos pelo seu empregador.

Alguns exemplos de ações que influenciam a motivação extrínseca:

  • Prémios financeiros anuais,
  • Atribuição de benefícios sociais como seguros de saúde, mais dias de férias, apoio à educação (para quem tem filhos).

A transformação digital tem obrigado as empresas e as pessoas a rever as suas capacidades atuais e quais as competências necessárias para fazer face às mudanças sociais e tecnológicas. Mas para a tão necessária requalificação técnica dos recursos humanos é preciso que as pessoas se sintam motivadas a aprender novas competências e mudar as tarefas a desempenhar.

Seguem alguns dos fatores externos (com origem na entidade empregadora) que podem fomentar a vontade e a motivação dos colaboradores:

  • Ações de formação remuneradas, 
  • Horas de dispensa de atividade profissional para frequência de ações de formação,
  • Entrega de valores monetários para pagar formação de interesse dos colaboradores.

     

Mas afinal em que se reflete elevados níveis de motivação no trabalho?

Tendencialmente, quando tudo corre sem percalços, nem se reconhece a qualidade do ambiente de trabalho. E como identificamos que a empresa tem um ambiente de trabalho positivo e produtivo?   

  • Envolvimento com as tarefas e a empresa,
  • Baixo absentismo,
  • Identificação com os objetivos organizacionais,
  • Participação na atividade da empresa com ideias inovadoras,
  • Contribuição para boas relações com colegas e chefias,
  • Divulgação da marca empregadora,
  • Bem-estar físico e emocional individual e de equipa.

 

Como identificar falta de motivação no trabalho?

Ao contrário do mencionado acima, quando as rotinas são pautadas por elementos menos positivos, é quando identificamos falta de motivação no trabalho.

Vejamos algumas causas de pouca motivação no trabalho:

  • Falta de feedback sobre as tarefas desenvolvidas,
  • Ausência de reconhecimento,
  • Salários baixos ou que não reflitam a função do colaborador,
  • Falta de progressão na carreira ou de desenvolvimento pessoal,
  • Falta de colaboração entre colegas,
  • Chefias pouco envolvidas ou empáticas.

 

pessoas felizes a trabalhar

 

Como aumentar a motivação no trabalho?

Há uns artigos atrás, escrevíamos “na gestão de pessoas, para retenção do talento, torna-se vital construir uma cultura organizacional e uma experiência no local de trabalho que crie o espaço necessário ao crescimento profissional e pessoal.

Nem todas as empresas e negócios podem ser uma Google, instalar escorregas e máquinas de pipocas, mas, puxar da criatividade na Gestão de Pessoas e do interesse genuíno face ao que motiva as equipas e o caminho a seguir.

A Gestão de Recursos Humanos precisa ter estratégias atuais e adaptadas às necessidades intrínsecas e extrínsecas das novas gerações de colaboradores. Mas é também necessário, responder às novas necessidades dos colaboradores que já são parte integrante da empresa há anos ou décadas, pois esses também vão sofrendo alterações nas suas necessidades.

É preciso conhecer muito bem os Recursos Humanos a gerir para saber como motivar os trabalhadores de uma empresa, identificando o que mais motiva as pessoas no trabalho. 

Noutro artigo deixámos inclusive 15 sugestões para melhorar a motivação no trabalho, que resumimos de seguida.

  • Reconhecimento e valorização 

Que podem ser traduzidas em prémios face a resultados, salários congruentes com a realidade socioeconómica e as tarefas desempenhadas, assim como, com os níveis de responsabilidade associados às funções. 

  • Satisfação pessoal

É importante trabalhar a motivação intrínseca com tempo e espaço para que o colaborador possa crescer pessoalmente. Haver espaço para a criatividade nas equipas é um dos principais fatores que motiva os colaboradores a preferir ficar em determinada empresa ou procurar uma entidade empregadora que lhe permita ter esse espaço.

Alguns exemplos: disponibilização de sessões de yoga, meditação, ginástica laboral, dia de trazer a família para o trabalho, realçar a importância das conquistas pessoais – principalmente quando essas conquistas estão associadas a hobbies e não à sua atividade profissional.

  • Comunicação 

Envolver os colaboradores implica partilhar com eles as conquistas da empresa, abrir canais de comunicação para que eles possam participar no dia-a-dia da empresa. 

“Comunicar resultados e metas atingidas pela empresa é uma excelente forma de mostrar como cada um dos seus elementos é fundamental ao desempenho da atividade corporativa.” 

  1. Flexibilidade horária e de modelos de trabalho, permitindo uma melhor gestão da vida pessoal e profissional. Podemos identificar que entre as novas gerações existe uma preferência pelo teletrabalho ou trabalho híbrido depois de se perceber, durante a pandemia, os benefícios que esses modelos de trabalho trouxeram à vida quotidiana das pessoas.
  2. Benefícios extrassalariais 
    Entre estes, podemos enunciar a oferta de seguros de saúde, PPRs, seguro de vida, assim como parcerias para que os colaboradores tenham condições especiais no ginásio do bairro, por exemplo.

 

Estes fatores motivacionais funcionam como estratégias de motivação no trabalho, mas também como captação e retenção de talento. Partilhe connosco outras estratégias ou ações que motivam as pessoas no trabalho. 

Não perca os nossos conteúdos

Receba em primeira mão os nossos posts diretamente no seu e-mail